O canal BHCB2018 foi criado no YouTube para divulgar as palestras (em inglês) da Conferência Internacional Buracos Negros como Baterias Cósmicas, realizado em Foz do Iguaçu (PR) entre 12 e 15 de setembro. Nas datas, pesquisadores de renome apresentaram recentes descobertas e discutiram teorias da área de fenômenos de alta energia associados à dinâmica de raios cósmicos e buracos negros. A palestra de abertura, “Buracos Negros como Dynamos Cósmicos”, foi ministrada pelo astrônomo e astrofísico britânico Roger Blandford, da Universidade de Stanford.

 

“Todas as palestras do evento já estão disponibilizadas no canal. É uma forma de ficar registrada a conferência e atualizar a comunidade científica com assuntos relacionados a física de altas energias”, explica a professora do Departamento de Engenharias e Exatas do Setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Rita de Cassia dos Anjos, organizadora do da conferência, que teve apoio do Instituto Serrapilheira — foi um dos dois projetos da universidades selecionados em edital.

Rita de Cássia coordena o projeto de pesquisa “A dinâmica de raios cósmicos de altas energias e buracos negros”, selecionado pelo Serrapilheira para receber incentivos em 2018. Além de entender a conexão entre buracos negros e a produção de raios cósmicos por meio mecanismos de acreção e jatos relativísticos, o projeto também tem como objetivo estabelecer um centro de pesquisa em Física Teórica na UFPR – Setor Palotina que seja referência no oeste do Paraná. Rita é membro do Observatório de Raios Cósmicos Pierre Auger, em Malargue, na Argentina, e do Cherenkov Telescope Array (CTA), observatório terrestre da próxima geração para a astronomia de raios gama a energias muito altas.

Cientistas de todo o mundo que desenvolvem pesquisas sobre astrofísica e cosmologia participaram da conferência Entre eles, Will Potter, da Universidade de Oxford; Luis Anchordoqui, do Lehman College; Manel Perucho, da Universidade de Valência; Carola Dobrigkeit, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Ioannis Contopoulos, da Academia de Atenas; Bernardo Fraga, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF); Carlos Coimbra Araújo, da UFPR; Gustavo Romero, da Universidade Nacional de La Plata; Daniel Supanitsky, da Universidade de Buenos Aires; e Vitor de Souza, do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo.

↪️ Publicado originalmente no Portal da UFPR (www.ufpr.br).
Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.