A doutoranda Larissa Faria do Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação da UFPR foi uma das selecionadas para obter uma bolsa de estudos custeada pela Fullbright, prestigiada organização dos Estados Unidos de fomento à ciência. A estudante desenvolve um projeto de pesquisa que estuda o peixe Micropterus salmoides, conhecido popularmente por Black bass, espécie norte-americana que foi introduzida no Brasil, agora ela vai ter a oportunidade de fazer parte de suas pesquisas nos Estados Unidos.

Segundo a pesquisadora, “a bolsa da Fulbright é uma ótima oportunidade de investigarmos diferenças no padrão de predação dela entre a população nativa americana e a população introduzida aqui no Sul do Brasil. Nós esperamos que a população daqui seja mais voraz, o que é característico de espécies invasoras que precisam se estabelecer em um novo local”.

Ela conta que o processo de seleção é longo, passando por uma primeira etapa de análise do mérito do projeto e avaliação do currículo do pesquisador, além da apresentação de uma carta de motivação, cartas de recomendação e atestado de proficiência em inglês. Na segunda etapa ocorreram as entrevistas sobre projeto e motivação dele ser conduzido nos EUA.

Inscrições abertas

A Fulbright divulgou recentemente uma série de editais com novas oportunidades para brasileiros, as iniciativas contemplam recém formados em letras, roteiristas, estudantes de doutorado, professores universitários e pesquisadores. No total, são oferecidas mais de 100 bolsas em 11 programas diferentes em universidades norte-americanas. Os benefícios serão concedidos no âmbito do Programa de Intercâmbio Educacional e Cultural do governo dos Estados Unidos e tem o objetivo de ampliar o entendimento entre a sociedade norte-americana e as de outros países.

As candidaturas para todos os programas devem ser feitas online no site da até 1 de agosto, alguns editais tem data estendida. As bolsas cobrem seguro-saúde, despesas de passagem aérea, manutenção nos EUA, visto J1 entre outros benefícios.

Editais abertos

Doutorado sanduíche – estudantes de doutorado brasileiros em todas as áreas do conhecimento podem se candidatar a uma das 40 bolsas de nove meses de duração com início em agosto/setembro de 2022 e término em abril/maio do ano seguinte. Confira o perfil dos selecionados em 2020/2021 .

Bolsa para ensinar português – o Foreign Language Teaching Assistant (FLTA) oferece até 20 bolsas de nove meses de duração para brasileiros ensinarem português nos EUA. Os selecionados são alocados em universidades norte-americanas, onde auxiliam no ensino de português e frequentam cursos sobre a cultura e história dos EUA, além de outras disciplinas de interesse dos FLTAs.

Professor/pesquisador – professores e pesquisadores de todas as disciplinas, com mais de sete anos após o doutorado, podem-se candidatar a 20 bolsas de três ou quatro meses de duração para realizar pesquisas e/ou ministrar palestras em instituições de ensino superior ou centros de pesquisa nos Estados Unidos. O candidato deve apresentar carta de aceite da instituição anfitriã nos EUA.

Professor/pesquisador júnior – O programa oferece até 20 bolsas destinadas a jovens doutores, ativos no ensino de pós-graduação/graduação, em qualquer área do conhecimento, que possuam vínculo permanente com Instituições de Ensino Superior e/ou de pesquisa brasileiras. O programa tem duração de três ou quatro meses.

Cátedra na Emory University – voltada para um professor/pesquisador para realizar pesquisa, cursos e ocasionalmente ministrar palestras e seminários para estudantes de pós-graduação na Emory University, Atlanta. As atividades devem ser relacionadas a áreas como humanidades; ciência; ciências sociais; artes, direito; biomedicina; saúde pública; enfermagem e administração.

Cátedra em Estudos Brasileiros na Universidade de Massachussets Amherst: para professores e pesquisadores com comprovada experiência nas áreas de relações raciais, estudos feministas/de gênero, movimentos sociais, políticas sociais, linguística e/ou antropologia cultural, ideologia de linguagem, sociologia política, economia política, história, estudos culturais e/ou comunicação. O selecionado deverá lecionar uma disciplina para pós-graduação, na sua área de especialidade.

Cátedra em Saúde Global na Universidade de New Jersey, Rutgers – Oportunidade de ensino e pesquisa na área de saúde global para professores e pesquisadores brasileiros.

Cátedra em Artes na Universidade de Indiana, Bloomington – Oportunidade para artistas e pesquisadores realizarem performances, pesquisas ou ministrarem cursos.

Cátedra em Saúde Pública na University of California, San Diego – oportunidade para professores e pesquisadores da área de saúde pública realizarem pesquisa e ministrarem aulas.

Mestrado em roteiro de Cinema – MFA – A oportunidade cobre todos os custos da pós-graduação em roteiro de cinema ou TV em escolas renomadas dos Estados Unidos.

Fullbright Ruth Cardoso Chair at Georgetown University – bolsa para um pesquisador/professor sênior que atuem nas áreas de Antropologia, Ciência Política, Sociologia e História do Brasil, com enfoque em processos sociais e políticos contemporâneos; para atividades de docência e pesquisa por até 9 meses.

com informações da Fullbrigh Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.